Empreendendo dentro das Organizações | Angélico Advogados
S1kip to content

Empreendendo dentro das Organizações

O empreendedorismo está ligado ao processo de criação de algo diferente, através da dedicação de tempo, esforço e recursos, com assunção dos riscos em troca de uma recompensa, seja ela monetária ou não.

Os termos empreendedor e empreendedorismo são geralmente associados à abertura de um novo negócio, mas nem sempre é assim.

É possível que um colaborador com perfil empreendedor contribua, na organização em que atua, para o desenvolvimento de um novo produto, para um projeto de melhoria, ou até mesmo para inovação de um processo organizacional.

Trata-se do Intraempreendedorismo, que é uma forma de empreendedorismo praticada por colaboradores dentro da organização em que atuam, por aqueles que possuam capacidade diferenciada de analisar cenários, criar ideias, melhorar processos, inovar e buscar novas oportunidades.

O intraempreendedor é um colaborador com espírito empreendedor voltado para a organização em que atua, com perfil cada vez mais valorizado pelas grandes organizações.

O intraempreendedor possui uma visão total da organização e não apenas do seu departamento. Sua motivação está nas realizações que possam agregar valor à organização.

Como empreendedorismo é um processo de criação de algo novo, no qual o risco é assumido em troca de uma recompensa, é necessário que as organizações desenvolvam a cultura intraempreendedora e valorizem o perfil de colaborador.

Muitas vezes o colaborador com perfil intraempreendedor acaba deixando a organização pela falta de incentivo ou reconhecimento das suas ideais. Para as organizações isso pode representar a perda de um talento para um concorrente, ou até mesmo, um novo concorrente no mercado.

A organização deve compreender que colaboradores com perfil intraempreendedor são os seus melhores ativos. De outro lado, o intraempreendedor deve compreender o propósito da organização e alinhar os seus objetivos aos da organização.

Para terminar este artigo relaciono abaixo os 10 Mandamentos do Intraempreendedor, apresentados por Gifford Pinchot, responsável pela introdução do termo no Brasil:

  1. forme sua equipe. Intraempreendedorismo não é uma atividade solitária;
  2. compartilhe o mais amplamente possível as recompensas;
  3. solicite aconselhamento antes de pedir recursos;
  4. é melhor prometer pouco e realizar em excesso;
  5. faça o trabalho necessário para atingir o seu sonho, independentemente de sua descrição de cargo;
  6. lembre-se de que é mais fácil pedir perdão do que pedir permissão;
  7. tenha sempre em mente os interesses da sua empresa e dos seus clientes, especialmente quando você tiver que quebrar alguma regra ou evitar a burocracia;
  8. vá para o trabalho a cada dia disposto a ser demitido;
  9. seja leal à suas metas, mas realista quanto às maneiras de atingi-las;
  10. honre e eduque os seus patrocinadores.

 

Fonte: http://www.sobreadministracao.com/intraempreendedorismo-guia-completo/

No comments yet

Leave a Reply

You may use basic HTML in your comments. Your email address will not be published.

Subscribe to this comment feed via RSS